We need you!

Precisamos de você!

Texto escrito por João Lourenço, 2010 * pdf

We need you!

Recordo-me que ao findar o ano de 2009 assisti a propaganda do Singularity Summit 2009 , e tive um pensamento inspirador que pode ser expresso nessas palavras:

“Aos Transhumanistas do mundo, é chegada à hora da ascensão!”

Evidentemente a conferência foi sobre singularidade, que é apenas um subtópico do Transhumanismo. Visitando o site da associação mundial transhumanista (agora Humanity Plus) é possível constatar que não existem muitos transhumanistas espalhados pelo planeta, aparentemente a contagem estava em torno de 5.000. No entanto, se computarmos os que praticam e escrevem sobre o assunto, com certeza os números cairão para algumas dezenas. Mas, esses poucos possibilistas 1 têm feito muito barulho recentemente!

Surpreendentemente, até mesmo no Brasil, o ruído do pensamento transhumanista começa a se tornar audível. Nos meses passados a mídia especializada tem apresentado um crescente numero de reportagens de capa a respeito:

Nos países desenvolvidos a exposição na mídia de temas transhumanistas é ainda maior. Por exemplo, Nick Bostrom, fundador da Associação Transhumanista Mundial (WTA – World Transhuman Association), já participou de quase 400 entrevistas para revistas como a Times e canais de Tv como a CNN sobre o assunto. Se com tão poucos transhumanistas ativos já temos feito tanto barulho, imagine quando outros milhares também começarem a se envolver.

O fato é que querendo ou não, você racionalista e amigo da tecnologia terá um papel fundamental no futuro próximo. Cada vez mais esses temas estão sendo divulgados e cada vez mais eles se tornarão a pauta principal em discussões da mesa de jantar da pequena elite intelectual que controla a opinião das massas. Por isso, não se sinta surpreso e desconfortável em encontrar-se com relativa freqüência no papel de defensor ativo das “loucuras” tecnológicas e do aprimoramento humano. Somente aqueles que se dispuserem energicamente a causar uma mudança de opinião na sociedade, serão os primeiros e principais responsáveis por implementar os avanços tecnológicos em benefício de uma nova humanidade.

Por isso, você, transhumanista “enrustido”, não se acanhe em participar nos meios públicos de divulgação de informações como blogs, sites, revistas, emissoras de TV e rádio. Você tem uma responsabilidade (uma obrigação ética), e um papel fundamental no futuro das pessoas com quem se importa e no futuro da humanidade como um todo.

Exerça sua responsabilidade.

Notas


  1. * Texto original de João Lourenço, revisado por Pablo Batista
  1. O uso da palavra “possibilistas” é proposital para contrastar com a palavra “otimista”, que aparentemente transmite a imagem de um conjunto de crenças sem fundamento baseada apenas na esperança de um futuro melhor. Para um possibilista, suas crenças não estão isentas de críticas e também não se baseiam num conjunto de valores não demonstrados, são fundamentadas no pensamento racional, em evidências científicas e na observação do progresso tecnológico. (Nota do revisor).
  2. Entrevista realizada por João Lourenço, autor desse texto.